SEJA BEM VINDO

A vida já é um presente, por isso viva e aprenda.

terça-feira, 27 de abril de 2010

O poeta do sertão


Em cada verso
Ele cantou o sertão
Em cada passo
Mostrou nossa tradição.


Um poeta popular
Em sua composição
Fez da rima um instrumento
Pra falar do nosso chão.


O chão do Ceará
De um povo trabalhador
Do sofrimento, da vida simples
Do poeta vencedor.


Antônio Gonçalves da Silva
Com perfeita criação
É orgulho pra nossa gente
Por ter cantado o sertão.


Grande homem de fé
Nem foi preciso estudar
Patativa do Assaré
Fez rimas pra encantar.

Encantou o meu Brasil
Com variada expressão
Das coisas que ele falou
Deixou toda a sua emoção.

Por vivenciar tanta dor
Ele fez sua tradução
Colocando em rimas
O que sentiu seu coração.


Falou da nossa gente
Falou da nossa mistura
Plantou cada semente
Falando da nossa cultura

Patativa é um verso
Traduzido de verdade
É um orgulho, é um sucesso
Que nos dar tanta saudade.

E quem pensa que poeta morre
Saiba que está enganado
O que morre é o corpo
Mais o verso fica gravado.

Sou apenas um jovem
E talvez não sei traduzir
O que Patativa nos deixou
Não deu para traduzir aqui.

São muitas palavras
Que vão além da imensidão
Coisas que só mesmo sabia
O poeta do sertão.


Por: Francisco Sousa

Um comentário:

  1. Noossa! que poesia, vc tem talento!


    Por:Juliana

    ResponderExcluir